Comércio Digital

Aprenda a gerar tráfego qualificado em seu e-commerce

Aprenda a gerar tráfego qualificado em seu e-commerce

Mais do que atrair clientes, sua empresa conquistará fidelização, leads qualificados e, consequentemente, aumentará as taxas de conversão de vendas.

 

Você sabe diferenciar um simples tráfego de um tráfego qualificado? O tráfego propriamente dito engloba todos os acessos em sua loja virtual, ou seja, qualquer pessoa que acessa por qualquer motivo. Já o tráfego qualificado, corresponde às pessoas que acessam seu e-commerce com algum interesse no que você oferece.

De nada adianta ter muitos acessos se não são de pessoas que irão consumir algo – a qualidade é bem mais importante do que a quantidade. Portanto, deve-se apostar em estratégias para conquistar clientes que correspondam ao mesmo padrão de perfil do seu público-alvo (tráfego qualificado).

Assim, você conseguirá melhorar os resultados obtidos na Internet (posicionamento da marca), ter mais visibilidade e aumentar a taxa de conversão de vendas.

O ideal é guiar as estratégias. Para isso, deve-se conhecer muito bem o seu público-alvo e saber aonde ele se encontra. A partir daí, é preciso produzir conteúdo interessante, que atraia a atenção dos potenciais clientes.

Público-alvo

Quem são eles? O que eles fazem no dia a dia? Qual a faixa etária? Quais os hábitos e interesses? Como se comportam? Sobre o que pesquisam na internet? Quais são seus grupos sociais?

Fontes de tráfego

Depois de conhecer muito bem seu público-alvo, está na hora de encontrá-lo e aproximar-se dele. Primeiro, onde está seu público e quais redes sociais seus clientes usam?

Após responder essas questões, você pode optar pelas seguintes fontes para atrair tráfego qualificado:

  • Tráfego pago: é usado para atrair potenciais clientes por meio de anúncios publicitários em plataformas específicas – por exemplo, link patrocinado;
  • Tráfego orgânico: ao contrário do primeiro, esse tráfego é conquistado via anúncios gratuitos – por exemplo, blog e SEO;
  • Tráfego social: como o nome já sugere, consiste em atrair os potenciais clientes pelas redes sociais do e-commerce – por exemplo, Facebook, Instagram, Twitter e YouTube.
  • Tráfego de referência: o cliente vê sua loja como referência e chega até você – por exemplo, parcerias com outras empresas e link building.

Atenção: o Google é constantemente mencionado como um dos melhores locais para gerar tráfego, mas não é o único e, muitas vezes, pode não ser o principal. Faça um mapeamento para achá-los e, dependendo do resultado, amplie suas opções de divulgação em outros locais. É muito importante estar no maior número de plataformas possíveis, para atingir mais pessoas.

Conteúdo compartilhado e com regularidade

Após conhecer seus potenciais clientes e encontrá-los, é preciso atraí-los. E como fazer isso? Com conteúdo de qualidade, originais e relevantes, que possa interessar os consumidores. A meta é ter o conteúdo compartilhado pelos seus clientes, porque isso faz sua marca chegar a mais pessoas.

Seu público se tornará engajador da sua marca, acompanhando e buscando novidades, além de compartilhar o seu conteúdo, valorizando a sua plataforma nos buscadores, que apreciam publicações com conteúdo interessante e que são postados com regularidade. Por isso, é bom investir em blog e manter as descrições dos produtos bem detalhadas.

 

Fonte: Primeira Página, com informações de E-commerce News.

Redes Sociais