Mercado

Mola Maluca ou Mola Mania: como esse brinquedo foi parar nas mãos das crianças?

Mola Maluca ou Mola Mania: como esse brinquedo foi parar nas mãos das crianças?

Convertido em brinquedo, artefato fruto da experiência que ocorreu em 1943 por um engenheiro.

 

Se compararmos os brinquedos mais antigos com o que é popular hoje em dia, muito provavelmente notaremos que os brinquedos se tornaram bem mais complexos com o passar dos anos. Ainda assim, alguns deles se transformaram nos favoritos da galera por um bom tempo, justamente por conta da sua simplicidade. Um bom exemplo disso é a mola maluca, ou mola mania, cuja história vamos contar agora.

A mola maluca é basicamente uma mola de metal ou plástico que nem sequer foi inventada como um brinquedo. Ela foi o produto de uma experiência que ocorreu em 1943, quando um engenheiro estava tentando projetar uma nova mola de tensão, que manteria equipamentos eletrônicos seguros a bordo de navios da Marinha dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial.

Esse engenheiro se chamava Richard James, que acidentalmente esbarrou em uma das molas com as quais estava trabalhando. Quando a mola caiu no chão, ela logo começou a “pular” de um lado para o outro. Foi a partir daí que Richard percebeu que algo tão simples como aquilo poderia servir como um brinquedo muito interessante.

Ele começou a experimentar diferentes tipos de fios com uma variedade de tensões, espessuras e comprimentos. Finalmente, ele estabeleceu a fórmula para a combinação perfeita, dando origem à mola maluca, ou mola mania, como conhecemos.

O engenheiro e a sua esposa, Betty James, fizeram um empréstimo de 500 dólares para fundar a James Industries e logo começaram a fabricar a mola maluca em grande escala. O nome original do brinquedo é “Slinky”, que significa “sinuoso” ou “gracioso” em inglês. O nome foi escolhido por Betty quando ela se deparou com o termo no dicionário.

Inicialmente, as vendas eram lentas, mas tudo isso mudou em novembro de 1945, quando a loja de departamentos Gimbels, na Filadélfia, permitiu que James demonstrasse aos seus clientes como a mola maluca funcionava. Depois de sua demonstração, ele vendeu todas as 400 que tinha levado para a apresentação naquele dia em apenas uma hora e meia. Na década de 1950, o brinquedo se tornou uma sensação nacional, atraindo os olhares de várias crianças.

Em 1960, Richard deixou sua família para se mudar para a Bolívia para participar de uma missão religiosa. Betty assumiu a liderança da empresa e construiu uma fábrica em Hollidaysburg, na Pensilvânia, aumentando ainda mais a popularidade do brinquedo. Curiosamente, a mola maluca ganhou notoriedade até mesmo entre os soldados americanos na Guerra do Vietnã, pois eles descobriram que a mola poderia ser ligada a um rádio e jogada sobre um galho de árvore para criar uma antena eficaz. Para se ter ideia, quando Betty James morreu em 2008, mais de 250 milhões de molas malucas já haviam sido vendidas nos últimos 60 anos, o suficiente para circular a Terra em mais de 150 vezes.

 

Fonte: Primeira Página.

Redes Sociais