Mercado

Ovos de Páscoa "recheados" com brinquedos estão na mira do Inmetro

Ovos de Páscoa "recheados" com brinquedos estão na mira do Inmetro

O foco é verificar se o brinde inserido no ovo de Páscoa tem certificação de qualidade e segue as normas estabelecidas pelo órgão regulador.

 

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) tem realizado em todo o Brasil uma fiscalização com foco nos ovos de Páscoa vendidos nos supermercados. A intenção é verificar se os produtos “recheados” por brindes ou brinquedos possuem o selo do órgão - especializado em inspeção e controle de qualidade – e inibir produtos ilegais.

De acordo com Claudio Mendes de Oliveira, supervisor regional do Inmetro, os consumidores estão acostumados a analisarem o preço, a marca dos produtos e também são guiados pela preferência por personagens e itens que são tendência neste ano. Porém, a maioria dos clientes não confere a certificação do produto com o selo do Inmetro.

“O foco é verificar se este brinde que é inserido no ovo de Páscoa tem certificação de qualidade, uma vez que o brinquedo em contato com o alimento pode até mesmo ocasionar contaminação ou danos caso não siga as normas estabelecidas pelo órgão regulador”, aponta Oliveira. Por isso, é importante que o consumidor esteja atento a esses detalhes.

Ainda segundo ele, durante a fiscalização a embalagem é analisada para verificar se o produto passou pela aprovação do órgão. Além do selo, os produtos precisam indicar a faixa de idade pra uso dos brinquedos e se há algum fator de risco. Em caso de suspeita de fraude, o técnico do Inmetro tem autonomia de abrir o ovo de Páscoa e conferir a mercadoria.

 

Fonte: Primeira Página.

Redes Sociais